Seleção 2016, Finais 4/6

Placares depois do terceiro tempo:

  1. Carvalho 91 x 89 Mello
  2. Casabona 83 x 131,5 Rio – Sampa

***

Fred – Nader jogaram contra Thiago – Mello, enquanto Sergio Brum – Beto Brum jogavam contra Dib – Ravenna. Na final feminina, Lucia – Caru, em N-S, jogaram contra Lucilia – Laurita, e Lia – Irene enfrentaram Ágota – Heloísa.

Mão 1:

Em Carvalho vs. Mello, as duas mesas jogaram 3ST por Sul. Oeste saiu copas. Este fez a segunda vaza de copas com o Rei, e agora os caminhos divergiram. Thiago continuou copas, enquanto Ravenna voltou pequeno paus, estabelecendo a quinta vaza do ataque. 10 imps para Carvalho.

Na final feminina, quando Ágota e Heloísa estavam em E-O, também derrubaram 3ST, com a saída de paus por Oeste (Ágota, Este, tinha aberto de 1), e a volta de copas por Este. Na outra sala, Caru – Lucia pararam em 3 e fizeram 9 vazas, 5 imps para Rio – Sampa.

Carvalho 101 x 89 Mello, Casabona 83 x 136,5 Rio – Sampa

Mão 2:

Nader, em Sul, abriu de 1 Precision em terceira posição. Mello marcou 2, Fred dobrou, e Thiago apoiou 3. Nader achou que o game mais provável era 5 — o leilão de E-O tinha induzido à conclusão de que o parceiro deveria ter apenas 3 espadas. Mello saiu com o Ás de espadas e trocou para paus, 2 down. Na outra sala, Beto Brum, em Norte, marcou 2ST (ao invés de dobrar 2), e 3ST foram marcados. A saída foi o Rei de espadas, e Ravenna trocou para… pequena copas. 10 vazas e 11 imps para Mello.

Caru e Lucia fizeram leilão livre quando Laurita não entrou com a mão de Oeste, e terminaram em 3ST por Norte, recebendo a saída de pequena copas. 10 vazas. Na outra sala, Heloísa marcou 2 em Oeste, Irene dobrou, e N-S chegaram ao estranho contrato de 5, que também caiu 2, como 5. 11 imps para Rio-Sampa.

Carvalho 101 x 100 Mello, Casabona 83 x 147,5 Rio – Sampa

Mão 3:

Todos jogaram 4. Carvalho ganhou 1 imp quando Ravenna bateu o Ás de copas (uma jogada de segurança que não me atrai muito).

Carvalho 102 x 100 Mello, Casabona 83 x 147,5 Rio – Sampa

Mão 4:

Fred abriu a mão de Norte de 1ST (14-16), e Nader marcou game. Ganhou 7 imps com isso quando, na outra sala, o leilão foi 1 – 1 – 1 – 1ST. Sim, a saída de ouros poderia derrubar, mas Thiago saiu com o 3.

Na final feminina, Caru – Lucia ficaram em 1ST no mesmo leilão de Sergio – Beto. Irene – Lia marcaram 3ST, mas Ágota saiu ouros, e assim Rio-Sampa ganhou 6 imps.

Carvalho 109 x 100 Mello, Casabona 83 x 153,5 Rio – Sampa

Mão 5:

Fred, Norte, abriu de 1 Precision, e Thiago falou (apenas) 1. (Eu teria marcado no mínimo 3; não sei se daria certo ou não, vejamos o que aconteceu nas outras mesas). Nader passou, Fred reabriu com Dobre, 2 de Sul, 2 de Norte, e Thiago agora marcou 2 . Nader encerrou o leilão em 4, fazendo 10 vazas. Na outra sala, Beto Brum abriu de 2, Ravenna marcou minhas 3, e o contrato final foi o mesmo, bolsa igual.

Na final feminina, Caru abriu de 2, Lucilia entrou em 2, e o contrato final foi 4. Na última mesa, Irene abriu de 2, Ágota marcou 3, Sul dobrou, e Norte… passou. Com o corte de ouros, saiu caro, 800 e 5 imps para Casabona.

(Em defesa de minha defesa de 3, depois de 1 precision, é bem mais difícil para Norte pensar em atacar 3 dobradas).

Carvalho 109 x 100 Mello, Casabona 88 x 153,5 Rio – Sampa

Mão 6:

 

Bolsa igual na final livre, quando os dois Oestes (Mello e Dib) fizeram 10 vazas em 3, por meio da finesse de paus (Sul mostrou jogo nos dois leilões). Caru e Lucia, em N-S, marcaram um azarado 4 (1 de Este, Dobro, 3, 3, Passo, 4 — certamente essa última voz é exagerada), e caíram 4 (!), vulnerável, 7 imps para Casabona quando Ágota e Heloísa ficaram em 3.

Carvalho 109 x 100 Mello, Casabona 95 x 153,5 Rio – Sampa

Mão 7:

Caixão em 4. As duplas em E-O sabiamente olharam para a vulnerabilidade e não defenderam em 4, que cai 500.

Carvalho 109 x 100 Mello, Casabona 95 x 153,5 Rio – Sampa

Mão 8:

Mello abriu as cartas de Oeste de 1. Quando Norte marcou 1, Este marcou 1ST; Norte (Fred) reabriu em 2. e Thiago apoiou em 3. Com o corte de espadas, esse contrato caiu uma. Na outra mesa, Dib (Oeste) abriu de 1, e assim Ravenna escapou da tentação de competir sobre 2 , que caiu 1 também, 5 imps para Carvalho.

Na final feminina, Laurita abriu de 1 e a mesa duplicou o resultado de Dib – Ravenna vs. Sergio – Beto, 2, uma down. Na outra mesa, Heloísa abriu de 1, e Ágota, sobre 1, marcou 2 (apoio de paus, convite ou melhor), e depois marcou 3ST sobre 2ST de Heloísa. Com o ataque de espadas, a mão caiu 2, 7 imps para Casabona.

Carvalho 114 x 100 Mello, Casabona 102 x 153,5 Rio – Sampa

Mão 9:

Um 4 normal, bolsa igual na final livre. No jogo das mulheres, depois de 1 de Norte (Lia), 2 de Este (Ágota) e 2 de Sul (Irene), Lia apoiou e Irene perguntou Ases. A dupla parou em 5 , uma down, 10 imps para Rio-Sampa.

Carvalho 114 x 100 Mello, Casabona 102 x 163,5 Rio – Sampa

Mão 10:

1 imp para Mello quando, no contrato de 4 por Norte, Sergio Brum foi o único carteador que não perdeu vaza de trunfo.

Carvalho 114 x 101 Mello, Casabona 102 x 163,5 Rio – Sampa

Mão 11:

Thiago e Mello acertaram a bolsa depois do leilão iniciado em Este: Passo – Passo – 1 – Dobro – Redobro (= ) – 2 – Dobro (= apoio 3º). Emilio passou e o contrato final foi 2 dobrados, uma down, 3 imps para Mello quando Sergio e Beto Brum caíram uma no mesmo contrato. No outro jogo, depois do mesmo começo, Lucilia (Este) apoiou ouros ao invés de marcar copas, e o contrato final foi 2, terminando com 11 vazas, 1 imp para Casabona quando na outra mesa o contrato foi 3, fazendo 9 vazas.

Carvalho 114 x 104 Mello, Casabona 103 x 163,5 Rio – Sampa

Mão 12:

Fred quase conseguiu construir um grande swing para Carvalho nesta mão. Ele interferiu em 1 depois da abertura de 1 de Mello. Nader apoiou em 4 e E-O foram jogar 5, que cai, ao invés de 4, que ganha. A saída foi o Ás de copas; Mello cortou, jogou ouros para o Ás de Nader, que voltou… espadas, dando o tempo necessário para o carteador chegar a 11 vazas. Se o ataque insistisse em copas (e fiasse espadas caso o carteador decidisse tirar apenas mais um trunfo), a mão cairia. 4 também não é essa moleza toda, mas Dib ganhou o contrato quando não encostou em trunfos (cortou a saída de copas e jogou ouros; Sul ganhou e voltou ouros, e agora Dib bateu os paus e cortou cruzado, fazendo 7 trunfos, 1 ouros, e 2 paus). 1 imp para Carvalho.

Laurita – Lucilia foram a 5 em um leilão sem interferência, caindo duas. Ágota e Heloísa chegaram a 4, caindo uma, 2 imps para Rio – Sampa.

Carvalho 115 x 104 Mello, Casabona 103 x 165,5 Rio – Sampa

Mão 13:

Mello abriu de 3, Thiago marcou 3, Nader entrou em 3, e Fred – Nader chegaram a 4 por Sul, que fez 10 vazas quando Thiago ganhou a saída de copas, bateu a outra copas, e voltou ouros. Na outra sala, depois do mesmo começo, Sergio passou e E-O roubaram o carteio em 4. Com a saída de Ás de espadas, Ravenna terminou com 9 vazas, 11 imps para Carvalho.

Caru e Lucia pararam em 3, fazendo 10 vazas, depois que Oeste (Laurita) passou em primeira posição e Lucilia abriu de 1. Na outra sala, Irene e Lia foram a 4 depois do mesmo começo, mas terminaram com apenas 9 vazas quando o ataque começou com 3 rodadas de copas. Irene tinha opções ganhadoras (baldar ouros, ou cortar de honra e depois fazer 2 finesses em trunfo, capturando o 7 de Oeste), mas optou por cortar de honra e depois jogar para o Kx em Este. 7 imps para Rio-Sampa.

Carvalho 126 x 104 Mello, Casabona 103 x 172,5 Rio – Sampa

Mão 14:

Todos jogaram 4 e fizeram 11 vazas ao errar a jogada de trunfos.

Carvalho 126 x 104 Mello, Casabona 103 x 172,5 Rio – Sampa

Mão 15:

Carvalho terminou com mais um swing quando Fred – Nader conseguiram marcar o bom 3ST em N-S, enquanto Sergio – Beto ficavam em 2ST; 6 imps para Carvalho. Na final feminina, Lia e Irene foram a 4 com as cartas de N-S, caindo uma rapidamente com o corte de copas. 5 imps para Rio-Sampa quando Lucia – Caru ficaram em 2ST na outra mesa.

Placares depois do quarto tempo:

  1. Carvalho 132 x 104 Mello
  2. Casabona 103 x 177,5 Rio – Sampa
Facebook Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *